ELETROS

banner-small-sk

03221889
HojeHoje38
OntemOntem1334
Essa SemanaEssa Semana38
Esse MêsEsse Mês36364
TotalTotal3221889
Seu IP: 23.20.149.27
Usuários Online: 25

Foz_ponteMotoristas já podem utilizar ponte sobre a barragem da Foz de Chapecó. Usina hidrelétrica foi construída com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento.
A ponte sobre a barragem da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó, no rio Uruguai, divisa entre os municípios de Alpestre, no Rio Grande do Sul, e Águas de Chapecó, em Santa Catarina, está aberta ao trânsito de veículos desde segunda-feira. Com isso, a população da região conta com uma nova ligação entre os dois estados.

 

Segundo o diretor superintendente da Foz do Chapecó Energia, Marcelo Wood Chiarello, a população dos municípios do Norte do Rio Grande do Sul e do Oeste de Santa Catarina aguardavam ansiosos a liberação. "A expectativa da comunidade é que as condições para o desenvolvimento econômico da região melhorem com este novo acesso", afirma.

A ponte, com 598 metros de extensão, está assentada sobre a estrutura da barragem, que tem 48 metros de altura. Com a liberação da barragem, não há mais restrição ao trânsito de veículos, mas as guaritas de vigilância utilizadas durante a construção do empreendimento permanecem no local. Funcionários da empresa estão entregando, nas guaritas, panfletos com orientações aos motoristas. A principal recomendação é para que os condutores não parem sobre a barragem para olhar a usina. Chiarello ressalta que, para esse fim, a empresa construiu mirante. O trajeto é monitorado por câmeras.

No lado catarinense, o acesso à ponte é asfaltado. No gaúcho, falta pavimentar 18 quilômetros. O município de Alpestre pede ao governo do Rio Grande do Sul o asfaltamento do trecho entre a cidade e o rio Uruguai. As administrações de Alpestre e Águas do Chapecó destacam a importância da ponte, especialmente no transporte da produção agrícola e no fomento ao turismo.

A barragem represa a água da usina, que tem capacidade instalada de 855 megawatts (MW) e possui quatro unidades geradoras. Foram 42 meses de obra até a entrada em operação da primeira unidade, no dia 14 de outubro. A quarta turbina começou a funcionar em março deste ano.

A Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó é um dos projetos prioritários do Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal, o PAC. Ao todo, o empreendimento recebeu R$ 2,7 bilhões em investimentos, valor que inclui também os programas socioambientais, que correspondem a mais de R$ 500 milhões.

CdoPovo

Áries Touro Gêmeos Câncer Leão Virgem
Libra Escorpião Sagitário Capricórnio Aquário Peixes